Qua, 20 de Novembro de 2019

Unidade Básica de Saúde de Itabirito realiza palestra de conscientização sobre violência doméstica e feminicídio - 31/10/2019 | 16:26

Unidade Básica de Saúde de Itabirito realiza palestra de conscientização sobre violência doméstica e feminicídio

Durante todo o mês de outubro, todas as unidades básicas de saúde estão realizando palestras sobre vários temas relacionados às mulheres.

 

No último dia 29 de outubro, a Unidade Básica de Saúde (UBS) do Santa Rita, em parceria com a Policia Militar, realizou uma palestra com o tema Violência Doméstica e Feminicídio. Quem esteve na unidade recebeu informações sobre quais os tipos de violência acontecem com mais frequência, a importância de realizar a denúncia e como se proteger.

 

“Achei ótimo participar, agora posso ajudar as pessoas que passam por isso, aprendi muitas informações que são essenciais”, conta Ana Paula de Oliveira, moradora do bairro Munu, que foi à UBS para marcar uma consulta ao dentista e aproveitou para participar da palestra.

A atividade faz parte da Campanha Outubro Rosa, que está sendo realizada em todas as UBS de Itabirito. A ideia é que as atendidas pela rede da saúde municipal recebam orientações sobre o câncer de mama, tirem duvidas e façam exames preventivos; ainda, as equipes da Saúde trabalham para que toda a população receba informações sobre vários temas relacionados às mulheres.

 

No Brasil, os dados sobre a violência contra as mulheres crescem a cada dia. O país ocupa o 5º lugar no ranking mundial de Feminicídio. “Nosso objetivo é conscientizar sobre cuidar da saúde, mas também mostrar que devemos nos prevenir sobre a violência contra a mulher, um tema tão importante e divulgado pelas mídias de nosso país”, ressalta Márcia Souza, coordenadora das Unidades Básicas de Saúde.

 

Faça a denuncia

 

Se você está sofrendo algum tipo de violência, seja ela física, verbal ou psicológica, denuncie! No Brasil já existe algumas medidas para proteger as mulheres, como a Lei Maria da Penha, a alteração na lei do estupro e a lei do feminicídio.

Para receber ajuda, ligue para a Central de Atendimento à Mulher, no número 180. A denúncia é anônima e gratuita, assim você poderá receber apoio e orientações sobre os próximos passos para resolver o problema.

 


VOLTAR