Qui, 06 de Agosto de 2020

Cachaças de Itabirito são premiadas na Expocachaça - 30/06/2017 | 08:59

Duas cachaças de Itabirito conquistaram medalhas de ouro na 27ª edição da Expocachaça, um dos maiores concursos do setor, realizado em Belo Horizonte, de 8 a 11 de junho. Ambas as vencedoras são de propriedade do produtor José Tadeu de Jesus Batista, possuidor de alambique no distrito de Acuruí. Ele venceu na categoria “Brancas Puras” com a Lucas Batista, e na categoria “Armazenada em Carvalho Francês” com a Acuruy.

A cachaça Lucas Batista é produzida artesanalmente, em alambique de cobre tipo Capêlo, do século 19. A moenda ainda funciona a base de roda D’água e a cachaça é fermentada com fermento natural.  Trata-se de finíssima iguaria de baixa acidez e sabor agradável.

Da cachaça Lucas Batista é produzida a Acuruy, que é a mesma cachaça, envelhecida em toneis de carvalho, com adição de polpa de muricy, fruto produzido no norte do Brasil. É uma cachaça bastante apreciada pelas mulheres, principalmente quando degustada gelada. Ela somente é engarrafada após cinco anos de envelhecimento.

O secretário Municipal de Agricultura e Abastecimento, Antônio Avelar, comemorou o reconhecimento dado às duas cachaças de Itabirito pela qualidade do produto feito na região. “Essa premiação coloca nossas cachaças em pé de igualdade com as melhores produzidas em todo o país”, afirmou.

Durante os três dias de provas às cegas, foram analisadas 256 amostras por 14 jurados, divididos em dois grupos, para garantir a integridade do processo de avaliação sensorial e atender aos padrões internacionais de avaliação de amostras.

Entre os quesitos avaliados na degustação estiveram características visuais, como brilho e cor; olfativas, como intensidade e natureza; gustativas, como álcool e acidez; e globais – como retrogosto e harmonia. No total, foram 16 quesitos avaliados.

 

Expocachaça

A Expocachaça comemorou seus 20 anos de atividades ininterruptas como a maior e mais importante e conceituada vitrine mundial da cadeia produtiva e de valor da cachaça. Trata-se de um evento que nasceu em Minas Gerais e ganhou a liderança no Brasil e visibilidade mundial.

É a principal responsável pela visibilidade atingida e pelo status de destilado nobre retirando a cachaça do gueto a que esteve relegada por muitos anos, dando promoção e divulgação à bebida nos mercados interno e externo.


VOLTAR